segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Arte Vital na sua cozinha





Cozinhar é uma arte especial
Por Antonio Siqueira




É para ser feito com amor e muito carinho. A alquimia perfeita; cozinhar para quem se ama faz bem para o espírito e para auto estima. Tirar um domingo para agradar a cara metade com um Fettuccine à Romana não é para qualquer um, preparar essa delicia 100% italiana e comer com quem se ama, regado a um belo vinho branco.O Fettuccine Existe praticamente, desde que Marco Polo descobriu que chinês fazia macarrão e o trouxe para a Europa na volta de sua viagem a China das Dinastias. Marco Polo descobriu e surrupiou o Lamen, o miojo de hoje. Tão instantâneo quanto essa meleca grudenta que comemos quando nos desesperamos por apenas saciar a fome. Com vocês, o fettuccine que eu vou preparar para a Marizinha, minha metade mais cara:


Fettuccine à romana













100 gramas de espaguete/fetuccine
50 gramas de lulas limpas com cabeças
100 gramas de polvo
50 gramas de mexilhões
200 ml de azeite de oliva
5 camarões médios
8 cubos de badejo
Alho, cebola, sal, pimenta do reino
Cheiro verde
1 tomate


Lave o polvo e coloque-o para cozinhar com temperos por duas horas em fogo médio. Retire o povo da água e reserve. Corte o polvo em pequenos pedaços. Em uma frigideira doure a cebola, o alho no azeite de oliva. Junte a lula e doure por um minuto. Acrescente os camarões, os mexilhões, o badejo e por último o polvo. Junte o tomate em cubo. Sem pele e semente. Junte a massa e mexa bem. Salpique queijo ralado fresco e leve ao forno medio por 10 minutos. Sirva ao seu amor e bonapetit.

Eu acho que é afrodisíaco. Depois vocês confirmam comentando aqui. Não esqueçam de pôr uma musiquinha da Annie Lennox. 

Abraços para quem é de abraços e beijos para quem é de beijo.





7 comentários:

mariza disse...

uebaaaa, Antonioni vai cozinhar pra mim!!!
e eu vou me refestelar, vou engordar tudo e mais um pouco... hahahaha
já copiei a receita (maravilhosa, querido).

beijossssssss

Luiz Felipe Leite disse...

Que beleza. Vou começar a cozinhar com este prato aí! hehe!

Abraços

Robson Nazareth disse...

Eu conheço esse Fetu, eu já comi rs. Só que não foi a dois não. A Gisele tá aqui e lhe manda um beijo. Qdo você vier, traga sua companheira.

Abração

Robinho

Antonio Siqueira disse...

Só gente que amo aqui e com uma coisa em comum: vivem em São Paulo. Qdo a vida me permitir, me mudo para esta cidade de pessoas que dedico o meu amor e o meu carinho.

Luiz Felipe, é fácil demais cara. Não esqueça de lavar muito bem os crustáceos. Pode ser de frango com presunto, tb.

Robinho, eu fiz a primeira vez num domingo, cara...vc lembra? Tinhamos 17 anos. Que massa!!!!

Mariza, meu amor...vou fazer num dia que a gente for só namorar. Te amo, minha vida.

beijo pra vcs

Celso disse...

Essa bóia sai quando? Me deu até fome!

Antonio Siqueira disse...

Quanta insensibilidade, rs...chamando o meu fetú de "BÓIA"!!!

Anônimo disse...

Passei a receita completinha para a minha mãe nesse momento, já que a insônia resolveu nos pegar de surpresa. Deve ser uma loucura esse prato.

Abraços

André

Postar um comentário

Diga-me algo