sexta-feira, 13 de junho de 2014

Foi por pouco


Por Antonio Siqueira



Neymar fez dois na estréia e se movimentou bem

















O Brasil ganhou, mas poderia ter empatado ou até perdido, se não estivesse com doze em campo. O juiz japonês é uma besta. Ainda bem que errou a nosso favor, duas vezes. Primeiro, marcou um pênalti cavado pelo centroavante Fred, que só fez isso de bom, pois não viu a cor da bola, foi como se nem tivesse jogado.

Depois, o juiz nos fez a gentileza de anular um gol da Croácia, absolutamente legítimo. Ele marcou uma falta que não existiu. O atacante croata somente subiu para disputar a bola com o goleiro Julio Cesar, que decididamente não é mais aquele. Como é que um goleiro perde uma disputa de bola pelo alto com um atacante, estando de frente para a bola? Não tem desculpa. Julio Cesar não é mais solução, agora é problema.

Além de Fred, o armador Luis Gustavo também não entrou em campo, ninguém o viu jogar. Outros, como Daniel Alves, Hulk e Paulinho tiveram atuações muito fracas. O lateral Marcelo também esteve mal e ainda fez o gol contra. Na defesa, somente David Luiz e Thiago Silva jogaram bem.

Paulinho foi substituído por Hernandes, que se saiu bem melhor, e o jovem meia Bernard, no lugar de Hulk, também mostrou que pode ter vaga no time. No ataque, talvez a solução seja colocar Hulk no lugar de Fred.



Oscar é craque


Acima da média
















   


O importante é que vencemos e Oscar fez a melhor partida de sua vida, mostrando uma maturidade impressionante. Levou os defensores croatas à loucura, toda vez que pegava na bola era um perigo para eles. Mostrou um repertório de jogadas realmente maravilhoso, deu passes primorosos e chamou a si também a responsabilidade de partir para o ataque. Incansável, aparecia também na defesa brasileira em momentos de necessidade, ninguém correu tanto em campo quanto ele. Ao final, já exausto, reuniu as últimas forças e partiu para o ataque, deu uma sorte tremenda, porque o excelente goleiro croata estava no contrapé, e fez o terceiro gol, consolidando a vitória.

Tem que ter um toque de talento e habilidade para fazer a diferença. Um ser, um Alguém com um Q.I um pouquinho acima da média, no meio de um bando de retardados mentais assustados com a própria torcida e que não conseguem manter uma bola no chão.  Lucidez e inteligência. A seleção da Holanda da Copa de 1974, segundo Rinus Michels, seu criador, só foi aquele escândalo de sucesso e futebol total , estabelecendo assim o lendário "carrossel holandês", por que Michels dizia ter encontrado 11 jogadores com o Q.I acima da média. Oscar jogaria naquele time com honras.

Neymar foi o mesmo gigante de sempre. Também correu o tempo inteiro, fez jogadas sensacionais, marcou dois gols e saiu consagrado como uma das maiores atrações desta Copa. Sua única falha foi agredir o jogador croata e levar um cartão amarelo (na Copa, com dois cartões, o jogador tem suspensão automática).

Bem, ajudado pelo juiz japonês e pelo Sobrenatural de Almeida no ano do centenário de Nelson Rodrigues, o certo é que o Brasil venceu. E a partir de agora os adversários têm um problema adicional. Além de ter de parar Neymar, precisam parar também Oscar, o melhor jogador desta abertura da Copa.



Pressões



A presença de Dilma Rousseff, sempre desagradável e mal educada














   






Jogar em casa, com apoio da torcida, sem a impressão de que se deve algo a alguém é difícil. Jogadores de futebol não são sumidades intelectuais, mas ouvem, enxerga e sentem como todos ou até mais, na qualidade de atletas. Presidente da República no estádio, um partido que toma para si um Mundial com intenções eleitoreiras. O olhar de fera de Dilma Rousseff para o povo que a vaiava e para o campo nas horas mais difíceis. Ontem, o que se viu ao final da partida, foram 9 atletas dando chutões para o alto com medo da torcida e um rapaz lúcido que pôs a bola no chão e a conduziu até o gol com um "biquinho de cuteira" sutil. A Presid'anta deveria ficar no Itamaraty bebendo sua cerveja com sua Grei. E foi ainda mais patético. Na Globo, Galvão Bueno tentou esconder a vaia dada à presidente Dilma. E o pior é que a vaia foi se prolongando, parecia que não acabaria mais. Com Galvão narrando e Ronaldo comentando, não tem quem aguente. Fui para a FOX.

Na véspera da final da Copa de 1998, Zagallo disse que a seleção brasileira só perderia para si mesma. Dias atrás, Marin falou que só uma fatalidade tira o título do Brasil. Parreira já tinha dito que a seleção está com a mão na taça. Arnaldo Ribeiro, da ESPN Brasil, acha que o time brasileiro é “favoritaço”. Alguém já pensou na possibilidade de o Brasil não ganhar a Copa?


A emissoras e o emprego mais fácil do mundo


As emissoras de TV que estão cobrindo a Copa escalaram 28 ex-jogadores do futebol brasileiro como comentaristas. Apenas dois “mineiros”: Eder, titular da seleção no Mundial da Espanha, em 1982, e Juan Pablo Sorín, capitão da Argentina na Copa de 2006, na Alemanha, e integrante do time de 2002 no Mundial da Coreia e Japão.

A Band terá oito na equipe dela: Pedrinho (ex-Vasco), Denilson, Edmundo, Bobô, Ronaldo (ex-goleiro), Neto, Eder e Djalminha. A Globo, sete: Júnior, Casagrande, Caio, Ronaldo, Roger, Roberto Carlos e Juninho Pernambucano.

O SporTV também teria sete, porém, perdeu Fernandão, morto na tragédia de helicóptero no último sábado: Ricardo Rocha, Ricardinho, Paulinho Criciúma, William (ex-Corinthians), Beletti e Edinho. O ESPN terá Rincón e Loco Abreu, além do Sorín. A Fox Sports, três: Falcão, Mário Sérgio e Athirson.

Falcão é o único escalado para trabalhar como âncora, função que já exerceu na TV Gaúcha, de Porto Alegre. Muito bom, por sinal.

Outros ex-jogadores participam como convidados eventuais no programas ou nas transmissões. Alguns acrescentam muito com informações do passado, de vestiário, cuja experiência vivida vale para situações atuais.

Corrigindo injustiças. Alguns ex-jogadores corrigem injustiças históricas em seus comentários ou participações especiais. Gérson, por exemplo, fez defesa acalorada de Zagallo pela convocação do Dario para a Copa do México em 1970. Grande parte da imprensa dizia que o Dadá foi imposto à seleção pelo então presidente Médici (o que foi a mais pura verdade assumida pelo próprio ex presidente assasssino), torcedor do Grêmio, mas fã declarado do jogador do Atlético na época.

Artilheiro nato. Gérson disse que a opção de Zagallo foi tática, já que a seleção precisava de um jogador com o estilo do Dario. E apontou as suas principais virtudes: “Veloz, ótimo cabeceador, presença de área e sabia usar a força quando precisava”. O “Canhotinha de Ouro”, disse também que muita bobagem virou “verdade” em função da ditadura militar. Acho que quem fala bobagens demais é Gérson que foi Bola demais no pé, mas análises lúcidas de menos. Pirou. Outros ex-jogadores falam coisas difíceis de se acreditar. Emerson Leão teve a coragem de dizer dia desses que a seleção da qual ele era titular, na Copa de 1974, merecia ser campeã e que a eliminação pela Holanda foi uma “injustiça”. Nesses 40 anos de lá até aqui, foi a primeira vez que ouvi um comentário como esse.

Dá-lhe ditaduras! Búfalo Gil, mineiro de Nova Lima, que disputou a Copa de 1978, dia desses deu um “chute” durante reprise de jogo daquele Mundial. Perguntado sobre a opção do técnico Cláudio Coutinho por Chicão e, não, Falcão, respondeu: “Acho que foi um acordo dos militares do Brasil com os da Argentina para que ela ganhasse aquela Copa”. Mudei de canal!


A gente volta...já...

12 comentários:

Anônimo disse...

Perdeu seu Arte Vital
Já temos COPA e o BRASIL já estreou ganhando. A Presidenta DILMA é além de tudo uma TORCEDORA PÉ QUENTE! Parabéns aos nossos atletas e muita sorte pra SELEÇÃO.

PT Para Sempre Agora e Sempre

Anônimo disse...

Concordo com tudo que você escreveu.
O goleiro Júlio Cesar deixou a bola passar entre as mãos numa falha clamorosa para um goleiro de seleção. O gol foi legal. A penalidade máxima não existiu.
Neymar e o Oscar se destacaram.A defesa andou “batendo cabeça”. Precisa melhorar e muito se quer ser Campeã.
A vaia foi demais, inclusive com impropério.
Está preto para gerentona…


Marcelo

Anônimo disse...

O Argentinos meteram o malho na gente.
“Roubado” é demais da conta mesmo, mas fodam-se os Argentinos hehehehehe
Coisa dos hermanos, que odeiam nossa vitórias no futebol. Mas. a ironia do jogo contra a Croácia .é que o mesmo juiz que prejudicou a seleção do Brasil numa das Copas, foi o mesmo que viu o penâlti na trombada dos zagueiros com o Fred.
Sorte nossa…
Também valeu a vaia dada na presidente.
Mas, um pouco desrespeitosa com uma mulher, mas ninguém estranhou…
Para finalizar, a PM cumpriu rigorosamente asa ordens recebidas: enfiar a porrada em quem contestasse a Copa de 30 bilhões… Minha mulhger é professora e as colegas ligaram para ela dizendo que já apanharam cedo lá na Central do Brasil. É a COPA DA DILMA, GRANDE FILHA DA PUTA ESSA DILMA, NÃO É MESMO?


Você precisa vir ver um jogo e tomar uma cerveja com a a gente no condomínio que você morou por tanto com seus amigos, meu jornalista!

abs


Eloy - Campo Grande RJ

Anônimo disse...

Alguém precisa lembrar a eles de 1978, aquela vergonha protagonizada pela seleção peruana…

Marcelo

Anônimo disse...

Como sempre os petistas dizendo:”se a argentina (FHC) roubou eu também posso roubar”.
É a grandeza de espírito que infesta o país.

Eloy - Rio

Anônimo disse...

Prezados.. Sejamos coerentes e apegados ao que é correto.

Se estamos aqui nesta tribuna da liberdade…sempre debatendo…discutindo..levantando as questões
morais…buscando denunciar todas as FORMAS de : DESONESTIDADE, ROUBOS E TODA A FORMA
DE SE DAR BEM (LEI DE GERSON). Então ..temos que nos ENVERGONHARMOS de nossas
afeições morais..ao aprovarmos que SEJAMOS CAMPEÕES MUNDIAIS DE FUTEBOL (UM ESPORTE)
COM ROUBOS ARQUITETADOS..NOS PORÕES DA FIFA E DO EXECUTIVO NACIONAL.

Sem falso moralismo…ou sejamos éticos no trato esportivo…ou então o que vale estarmos aqui
ou nos diversos blogs..buscando uns com os outros extirpar a desonestidade do seio de nossa
sociedade ? E o que estaremos “plantando” aos nossos filhos e netos ? Uma linha perigosa e mentirosa
de que até para vencermos em um esporte temos que “armar uma rede de corrupção e subornos”
como nitidamente assistimos ontem na partida entre o selecionado nacional e o selecionado da Croacia ? Quem entende de futebol e desapegado as paixões carnais (traição a sua consciência) notou uma roubalheira vergonhosa contra o time da Croacia…passando-nos uma nitida e firme
convicção de que o que realmente prevalecera é a lei de “gerson” armada por forças ocultas….
creio que iguais as forças que direcionaram a condução e a construção deste estádios.

Sigamos em frente..mas apegados a verdade. Afinal vc tb é responsável.

YAWHE SEJA LOUVADO..SEMPRE…

Carlos de Jesus – Duque de Caxias -Rj

Celso Lins disse...

Não temos saúde, educação e segurança… isso já sabemos… Mas se no Brasil acabar o futebol, o carnaval e a cerveja… Meu amigo… é guerra civil… com toque de recolher e tudo mais… Um país que exporta corruptos, que cria métodos e fórmulas para ludibriar tudo e todos… Eu um mero mortal brasileiro… fazer-o-que? É isso mesmo…. tomar porrada dos PMs…. Realmente eu gostaria de ter condições de mandar meus filhos estudarem fora do Brasil… assim como o pessoal da Globo e os Políticos fazem…

Osvaldir Sodré da Silva disse...

Fazer o quê! A mandatária antecipa que não fará discurso na abertura. Peões são pagos para aplaudí-la, em inaugurações de obras inacabadas. Se esconde na tribuna na abertura pífia, produzida por estrangeiros, quer na coreografia, quer na música. O povo não é bobo. A Fifa exigia 8 estádios, afinal são 8 grupos e não 12. E o padrão FIFA cai por terra nos primeiros jogos, com erros crassos dos juízes, a ponto do técnico da Croácia citar o circo:
" melhor dar o campeonato para o Brasil". A que ponto estamos chegando!
Osvaldir

Antonio Siqueira disse...

Estamos vivendo numa “Era dos Extremos” às avessas, ou seja, vivemos numa atmosfera de pieguices e atitudes infanto-passionais "símias" como a do Senhor "PT Para Sempre Agora e Sempre", nomenclaturista brega, melodramática, psico somatizadas por "bolsas" estercais para plantar cenouras e enxerto extra para fabricar salsichas aos invés de cérebros que construam um mundo menos imbecil.
Como diz acima o professor Osvaldir:
"a que ponto chegamos!"
Por que o que o PT e seus fanáticos dementes fazem escárnio e nós nos assustamos???
Às vezes acho que bato palmas para macacos-codinome-barbas dançarem a dança da corruptela o tempo todo!
Melhor falar com gente morta... O tempo todo! O_o
Só Deus salva este país, esta nação das mãos destes ‘cabras’, Professor Osvaldir!

Saudações vascaínas. ¬¬

Anônimo disse...

Não tem jeito mesmo.
Vocês não aceitam que o Brasil cresceu com Lula e Dilma por que são burgueses e escludentes!
Salve A PRESIDENTA DILMA, TORCEDORA PÉ QUENTE! Parabéns aos nossos atletas e muita sorte pra SELEÇÃO.

PT Para Sempre Agora e Sempre

Antonio Siqueira disse...

PT Para Sempre Agora e Sempre, a tribuna é livre para qualquer criatura que saiba escrever. Para qualquer declaralção, ignominiosa ou não. Esteja sempre em se sentindo em casa. além do mais, seus comentários divertem.

Antonio Siqueira disse...

Só lamento o anônimato. :(

Postar um comentário

Diga-me algo