domingo, 25 de maio de 2014

Encontros, Despedidas e Saudades do que já foi muito bom

Milton & Brant

















   

     O advogado, compositor e poeta mineiro Fernando Rocha Brant, na letra de “EncontroS e Despedidas”, em parceria com Milton Nascimento, retrata o que sempre representou uma estação de trem, diariamente, na vida de uma cidadezinha do interior. A música deu título ao Lp gravado por Milton Nascimento, em 1985, pela Barclay/PolyGram.



"Encontros e Despedidas"
Milton Nascimento e Fernando Brant

Mande notícias do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço venha me apertar
Tô chegando
Coisa que gosto é poder partir sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar quando quero
Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai querer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim chegar e partir
São dois lados da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro é também despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar, é a vida


A.S ARTE VITAL BLOG


Milton Nascimento - "Encontros e Despedidas" - 1984



5 comentários:

Anônimo disse...

Resgatar a nossa cultura musical boa é tão nobre que deveria ser remunerado com tudo de bom nessa vida. Parabéns.

Iris

Aristobulo Silveira disse...

Musics fantastica! Uma pena que a fonte secou, e as grandes feras da MPB nao tenham conseguido produzir nada tam marcante nos ultimos anos! Sorte nossa,amantez da boa musica, e que estao deixando um legado que, com certeza vai se estender pela eternidade!

Antonio Siqueira disse...

a eternidade já está aí, amigo!

Osvaldir Sodré da Silva disse...

Resgatar é eternizar. Se deveria sim, remunerar com cifras àqueles que resgatam e eternizam as cifras das obras de arte da MPB.

Osvaldir

Antonio Siqueira disse...

Sempre, Father!!!! Sempre \o/

Postar um comentário

Diga-me algo