terça-feira, 4 de março de 2014

Relíquias part 4


A Noite dos Mascarados



@arte_vital_blog
   













       


     

      O cantor, escritor, poeta e compositor carioca Chico Buarque de Hollanda, na letra de “Noite dos Mascarados”, descreve o encontro de duas pessoas no carnaval que, sob a forma de diálogo, procuram encontrar seus namorados. Essa marcha-rancho foi gravada no LP Chico Buarque de Hollanda – Vol. 2, em 1966, pela RGE.



Noite dos mascarados

Chico Buarque

- Quem é você?
- Adivinha, se gosta de mim!
Hoje os dois mascarados
Procuram os seus namorados
Perguntando assim:
- Quem é você, diga logo…
- Que eu quero saber o seu jogo…
- Que eu quero morrer no seu bloco…
- Que eu quero me arder no seu fogo.
- Eu sou seresteiro,
Poeta e cantor.
- O meu tempo inteiro
Só zombo do amor.
- Eu tenho um pandeiro.
- Só quero um violão.
- Eu nado em dinheiro.
- Não tenho um tostão.
Fui porta-estandarte,
Não sei mais dançar.
- Eu, modéstia à parte,
Nasci pra sambar.
- Eu sou tão menina…
- Meu tempo passou…
- Eu sou Colombina!
- Eu sou Pierrô!
Mas é Carnaval!
Não me diga mais quem é você!
Amanhã tudo volta ao normal.
Deixa a festa acabar,
Deixa o barco correr.
Deixa o dia raiar, que hoje eu sou
Da maneira que você me quer.
O que você pedir eu lhe dou,
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!







1 comentários:

Márcia Cristina disse...

Linda!!! ^_^

"...Mas é Carnaval!
Não me diga mais quem é você!
Amanhã tudo volta ao normal.
Deixa a festa acabar,
Deixa o barco correr.
Deixa o dia raiar, que hoje eu sou
Da maneira que você me quer.
O que você pedir eu lhe dou,
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!"


Viajando,aqui!!! ~.~

E que imagem,hein?Belíssima colombina!!!
Beijo no ❤

Postar um comentário

Diga-me algo