segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Procure NÃO Saber


Ninho de Serpentes   
Por Antonio Siqueira







   














       Essa gente que foi censurada no passado topa agora vestir a carapuça de censores. É esse o preço que pretendem pagar por alguns tostões a mais na conta bancária no final do mês? Claro! Quem acredita nos singelos versos de um musico poeta, acredita em Papai Noel e Mula sem Cabeça. Não só os políticos emporcalham a história deste país, mas os artistas deste país, também! Por dinheiro destroem suas próprias famílias, roubam parceiros, sangram suas relações, negam paternidades biológicas e, agora, combatem o próprio povo. Aqueles que sustentam suas satisfações parasitárias. É preciso parar e refletir um pouco sobre o que é bom ou péssimo para nós.

       Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, Djavan, João Gilberto e o "engessado" e sem ritmo, Roberto Carlos. Este último, já não esconde seu interesse puramente financeiro. Como se publicar livros no Brasil fosse um negócio da China! Talvez se essas biogramerdas fossem agir no inconsciente coletivo como essas imundices de auto-ajuda que invadem as prateleiras das livrarias todos os dias, quem sabe?! Mas chega ser risível, beirando ao ridículo. Principalmente a biografia "Roberto Carlos em Detalhes" de um tal de Araújo, que me aventurei a ler por pura curiosidade mórbida, pois tenho lá meus "bodes". Tacanha; tanto minha decisão de ler aquele lixo, quanto a própria publicação. E o lixo ainda tem lá suas vantagens, se este for reciclado com tecnologia e boas intenções.

      Por isso espanta e dói ver essa "gente", que podia e devia ser a "gente do bem (apesar de não ver talento algum em um deles)", transformar-se em “gente” do mal, o grupo da censura. Estão agora mais disfarçados, envergonhados, mas sempre gulosos e insaciáveis. Continuam cercando o Congresso Nacional, tentando garantir em lei a censura às biografias, seja em livros, filmes, televisões, revistas, jornais. Ainda bem que na semana passada o STJ (Superior Tribunal de Justiça) derrotou uma ação de João Gilberto, que tentava tirar das livrarias, confiscar, queimar uma singela biografia dele. Biografias, diga-se de passagem, ridículas, sem nenhum cunho cultural-histórico ou coisa parecida. E que representam, mal e parcamente, no máximo 3% do mercado editorial do país. Porquê não processam os autores, caso se sintam aviltados? Não! VAMOS CENSURAR! Mas se nos derem uma participação financeira, aceita-se o estupro. Estamos feitos!




@arte:benett



      Em outubro, a Folha de São Paulo publicou um Editorial assinado pelo "Procure Saber". Não parece ter sido redigido por Paula Lavigne, semi-alfabetizada que é, mas era contrassensioso e asquerosamente autoritário.

      Todo brasileiro acaba pagando o preço da glória de seus presidentes ou de seus ídolos. E se você for contar nos dedos das mãos os ídolos nacionais (Tiradentes, Getulio, Juscelino, Pelé), não há como deixar de incluir a trinca Roberto Carlos, João Gilberto, Gilberto Gil. O sucesso da música popular brasileira fez com que esses artistas passassem a enxergar a vida e o mundo pela perspectiva da caixa registradora. O contrassenso se mostra no fato de que a maioria desses artistas sempre foi de esquerda, e na década de 1960 não estava lutando pela democracia coisa alguma, e sim por um regime ditatorial comunista. A censura, portanto, faz parte de sua visão de mundo desde sempre. Não mudaram nesse aspecto.

      Até quando iremos pagar tão caro para que estes ídolos nos salvem? Digo "iremos" de um modo geral, é claro. A expressão Idolatria não faz parte do meu dicionário, idolatria é o cacete!
Neste espaço, será cada vez mais rara a menção da MPB Moderna. Talvez alguns “uns e outros” em início de carreira, amigos que, como eu, empunho e toco alguns instrumentos. Amigos ou não... Que tenham talento somente. Mas que são loucos o bastante  para tentar a sorte neste ninho de serpentes que é o nosso showbiz .






Charge: Benett



"A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem. A indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las."
(Santo Agostinho)



13 comentários:

Anônimo disse...

Eu não quero saber, rs

M.rj

Celso Lins disse...

Li este artigo um pouco angustiado com o poder que o dinheiro, mesmo pouco, tem sobre as pessoas. principalmente o Roberto Carlos, que mesmo tendo um público essencialmente de fodidos;caminhoneiros, arrumadeiras, donas de casa, correu para comprar o livro do biógrafo babaca que perdeu 15 anos pesquisando a vida de um pulha.
Não Quero Saber, tampouco me interessa Procurar Saber. Mesmo por que nunca fui amante de música brasileira. Aprendi algum inglês muito cedo e costumo sentir a música. MPB tem que ser muito, mas muito boa pra me fazer tirar um tempo pra ouvir.
Excelente esporro nesta cambada de "parasitas" como você muito bem observa.

Antonio Jorge Mendes disse...

É tanta merdinha junta ........ Esse caso das BIOGRAFIAS ........... A PORTUGUESA que sentou na cadeira elétrica por estacionar em local proibido ......... etc, etc, etc ......... Faz a gente pensar porque esse pais trata as questões serias de maneira circense .......

Antonio Siqueira disse...

Estamos num momento em que inutilidades são tudo que a situação deseja para tirar o foco do que interessa. E esta palhaçada dos "tostões furados" por qualquer migalha, tira o foco da imprensa. Não sei se merecemos isso, mas nossos ancestrais fizeram muito para que tudo isso seja medíocre dessa forma.

Rosa Pena disse...

Mandou muito.Disse o que eu penso. E sempre é mais comodo ofuscar a grande merda , discutindo merdinha. Beijos mil / Rosa

Anônimo disse...

Gente que decepcionou muito do ponto de vista humano.
Não são a sombra dos rapazes maravilhosos compositores maravilhosos de outrem.

Julia Ramirez - Porto Alegre - RS

Anônimo disse...

O nobre jornalista está se valendo de quê para atacar gente tão ilustre como
Roberto Carlos, João Gilberto, Gilberto Gil, Djavan, Chico Buarque, Caetano Veloso e Paula Lavigne? É o tipo da matéria que cabe um processo judicial. Eles estão no direito de reclamar o que lhes são devido e o povo brasileiro deve muito a estes artistas, sem eles estaríamos até hoje no buraco da ilegalidade. Nós temos o nome do país no mundo graças a eles e é muita igratidão escrever este tipo de coisas. Apague o que escreveu, meu rapaz, para não ter que pagar bônus por isso aqui.
Passe muito bem.

Anônimo disse...

TEMOS AQUI ACIMA O DEPOIMENTO DE UM IGNORANTE. E DEVE SER UM IGNORANTE VINDO DE ALGUM FEUDO, UM CONSERVADOR DAS CRETINECES MAIS BIZARRAS QUE SÓ AS ELITES BURGEUESAS DESTE PAÍS TEÊM A CAPACIDADE DE PRODUZIR.
BURROS, ELEITORES DO PT DOS "BOLSA VAGABUNDISMOS"; ILETRADO, POIS O PORTUGUÊS É DE ANTA QUE ESTUDOU MAS NÃO DEU EM NADA, E QUE AINDA TEM A CORAGEM DE ESCREVER QUE "O POVO BRASILEIRO DEVE MUITO A ESTES ARTISTAS"!
TEM QUE SER MUITO MACHO (OU "MACHA") PARA, NA ATUAL SITUAÇÃO VIGENTE, ESCREVER MAL E PARCAMENTE, UM TIROCÍNIO DESSA MONTA.
NÃO TEM REMÉDIO, ESTAMOS NO BURACO DOS BURACOS.

Marcelo

Anônimo disse...

E ainda escreveu em tom de ameaça!
hahahahahahahahahaha
A internet é o paraíso dos retardados.

Marcelo, do Rio de Janeiro

Anônimo disse...

Deixa eu comentar, antes de terminar a leitura:
São canalhas, não serpentes!
Serpentes se defendem, caçam para comer...canalhas humanos são diabólicos.
O pior deles é o RC. E sem meditar méritos e questões. Gente que não merece um ovo.

Luana

Anônimo disse...

mimimi isso não é de deus mimimi ... _|_

Antonio Siqueira disse...

"O nobre jornalista está se valendo de quê para atacar gente tão ilustre como
Roberto Carlos".
pra começar não sou nobre, tampouco jornalista e RC está há anos-luz de ser "ilustre". Ele deveria sim, lustrar a minha careca, pois se vislumbrarmos pela ótica do "Quociente de Inteligência", qualquer motorista de ônibus que componha um sambinha põe o "Rei" no chinelo. Alias, corre à boca miúda, aqui na cidade maravilhosa, há anos, que uma música dele ("Esperando Neném", olha que porra?!!), sucesso no final dos anos1960, é de um motorista de ônibus que, por sinal, acabou compondo outras "ignomínias sonoras" para a dupla Robertão - Tremendão.

João Gilberto concebeu uma escala modal para o sambinha da "bossa-nova paz e amor" (país violento pra cacete, o país da bossa-nova ha ha ha ha...) bonitinha e interessante e só. Alias, ele só faz essa merda até hoje.

Caetano, Gil, Chico e Djavan já são outra história. Uma história triste e revoltante, que revolta igualmente este escriba. Uma turma que foi foi censurada no passado e hoje luta por uma ditadura de "direitos civis" que não existe. Alias, depois que a ditadura acabou, as obras destes ditos cidadãos esmerdalharam-se. Só o Djavan produz um ou outro disco que preste.

E mais essa:
"É o tipo da matéria que cabe um processo judicial. Eles estão no direito de reclamar o que lhes são devido e o povo brasileiro deve muito a estes artistas, sem eles estaríamos até hoje no buraco da ilegalidade."
Meu caro (a), meu estômago é fraco! Que "ilegalidade" é essa, meu Deus? Você toma remédios controlados ou é chegado numa erva. Se fosse chegado à um baseado, com certeza não escrevesse tanta merda.

Quanto o "tom ameaçador", meu caro anônimo, só tenho a dizer que:

ANÔNIMO NÃO PROCESSA NINGUÉM
NÃO BATE EM NINGUÉM
NÃO MATA NINGUÉM...
ANÔNIMO NÃO É NADA ALÉM DE ANÔNIMO...
E FANTASMA!

Au Revoir

*Cum tempus, in nutrientibus gallus!
Mas faça mesmo. Quem sabe o que vai sair dali não abra a sua percepção jumentológica.

Anônimo disse...

Ƥeople who ish to knoԝ about state lawѕ and area regulations that apply to practices of eгotic massage
massage theraρy. Even wіth post operative breaѕt massage can lоwer
her stгess level drastically, intoxicate her, lower her blood pressure and heart rate and
pulse rate.

Here is my page ... ѕexy mаssage (http://christinesetrakian.com)

Postar um comentário

Diga-me algo