quinta-feira, 3 de novembro de 2011

A poesia da chuva


Dias de Chuva
Por Antonio Siqueira



Image_@luabela





















Procuro teu colo
Teu olhar
Tuas mãos
O chocolate quente
Um verso na viola
-Beijo de amor-
Tua boca
Tua voz
Amamos mais nos dias de frio?
De chuva?

Não.

A chuva é que te deixa mais bonita.

7 comentários:

Anônimo disse...

Antonioni, Antonioni... barbariza, menino!

Luana - BH

Anônimo disse...

Linda...lindaa...Toninho!!
Amei... "^^"

Anônimo disse...

Adorei...e a gravura compôs perfeitamente o sentido desta singela poesia.
Sandra Britto

Anônimo disse...

Homens escrevem bem poesias ... Até com corações que despencam de guarda-chuvas mágicos. Você é um poeta que prima pela singeleza e simplicidade em palavras que parecem sair como brisa em tardes de outono. Achei este blog no Google, numa pesquisa sobre poemas que falassem do frio e acabei nesta chuva deliciosa! Não saio mais daqui.

Maria Estela-Belford Roxo-Rio de Janeiro

Elza Fraga disse...

Manifesto-me, rsrs... Isso é poesia pura. Disse a que veio, simples assim: Chegou, choveu, esfriou o tempo, aqueceu a musa e a transformou em beleza
maior. Meu querido poeta, seu poetar parece que flui, esvoaça, e cai no nosso colo. Bitokitas iluminadissimas de coloridos poemas. Parabéns a inspiradora. Tim tim!

Nálu disse...

porra, antonioni, tu ainda escreve poesia?
agora morri!
divina. linda. doce. tocou meu coração beeeeeeeeem lá no fundo.

bjus!

Anônimo disse...

liiiiiiiiiiiiiindooooooooooooooooooooooo ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Postar um comentário

Diga-me algo