domingo, 14 de novembro de 2010

Mémoire

QUATERNA RÉQUIEM
uma bela história da música brasileira
por Antônio Siqueira













Em 1992 mais precisamente, pois às vezes a memória nos trai sem piedade, fui ao Centro Cultural Cândido Mendes, no excelente e já extinto projeto Som do Meio-Dia. Eventos aconteciam por lá todos os dias, com o apoio da Fundação Candido Mendes e um patrocinador gigante da época. Podia-se contemplar, a preços bem populares, grandes nomes da música alternativa brasileira como Vital Farias, Lenine (na época iniciando já bela carreira), Toninho Horta, “Arranco de Varsóvia”, Chico Cesar, Lô Borges, Paulinho Pedra Azul, Egberto Gismont, Hermeto Paschoal, Fátima Guedes, Pedro Luiz, Ângela Ro Ro entre outras feras. Todos se apresentaram naquele palco do auditório da fundação, ao preço de 5 Reais a entrada. Todos os dias, de Segunda a Sexta-Feira, um grande nome dava o ar de sua graça. Porém os iniciantes às vezes davam as cartas e foi numa dessas que conheci o som do QUATERNA RÉQUIEM.

O grupo criado pelos irmãos Elisa Wiermann (teclados, arranjos e composições) e Cláudio Dantas (bateria), fatiando com competência, elementos da musica de câmara e do rock progressivo. O nome Quaterna Réquiem, no sentido de "repouso dos quatro", foi idéia de Cláudio para uma antiga formação do grupo. Cláudio e Elisa reuniram pessoas que se dispusessem a uma determinada disciplina que permitisse levar adiante um trabalho sério dentro de um estilo bastante elaborado.

Iniciado no ano de 1989, gravou seu primeiro LP, "Velha Gravura" e em 1992, o Quaterna Réquiem recebeu um novo impulso em sua carreira, com o lançamento do álbum "Velha Gravura" em CD, contendo músicas adicionais. Além dos irmãos Cláudio e Elisa, contava com os músicos Kleber Vogel (Kaizen), violinista da Orquestra Sinfônica Brasileira, Marco Lauria, baixista (Marco já integrava o Quaterna desde a sua concepção inicial dentro do estilo que o caracteriza) e Jones Júnior (guitarrista e violonista). Jones já havia tocado com Cláudio, em uma primeira versão do grupo.

Semanas anteriores a este showzaço em plena a hora do almoço na Rua da Assembléia, 10, no Centro do Rio, alguns amigos (amantes do bom som), me indicaram uma audição da banda. Fui ao show sem nunca tê-los ouvido; Confesso que saí do Teatro “chapado” com o som progressivo e luxuoso dos cariocas. Cláudio Dantas, Elisa Wiermann, Marco Lauria formaram a melhor versão do grupo que, até hoje, faz shows na Europa e, raramente, no Brasil.

 Saiba mais:
http://www.quaternarequiem.net/




Quaterna Requiem - Live DVD - Gargula







Amostra Grátis 480 x 60 - www.vendamais.com.br


-------------------------------------------------------------------

12 comentários:

Dayana disse...

O Quaterna, da Elisa e do Claudinho Dantas! O Fernandinho Toledo era louco pelo som deles e trouxe uma fita maravilhosa do cd “Velha Gravura” que é um verdadeiro clássico, meu Deus! Meus padroeiros da musica contemporânea agradecem a ti, Antonioni. O que você não sabe é que ainda tenho esta fita e um namorado alemão que eu tive quase a levou, cara! Poxa, Fernandinho... meu amigo “Grilo”! Quando o Alex me contou, na época, me recusei acreditar.
Aqueles shows do Projeto “Brahma Extra O Som do Meio Dia” eram muito loucos! Na hora do almoço o pau quebrava! Vamos formar uma banda, cara...de novo!

Todas e estrelas e notas musicianas para ti e a turma aí. O Celso que comenta aqui é aquela fofura que tocava guitarra o dia inteiro naquela garagem?
Até mais...tem muito mais aqui para eu garimpar, maninho!

Day

Anônimo disse...

Não conhecia e vou entrar no site deles atrás dos produtos. Eles são ótimos!Bons tempos em que promoviam esses projetos aqui no RJ. Meu niver hoje, cara. Dá um pulinho aqui em casa. Abração

André

Celso Lins disse...

O 'Quaterna Réquiem" é um dos grupos de progressive rock mais importantes do cenério mundial e eu nunca os vi ao vivo, snif...rs.

Dayana! Aquela pianista poderosa que tocava na "Solaris"?!!! Um talento absurdo, essa mulher! Lembro de ti, e como! Meu e-mail celsoeduc@hotmail.com
Só aqui mesmo pra ter dessas surpresas!

rodrigo disse...

Una banda excepcional que juega, e incluso en nuestro programa de radio dirigido a un rock progresivo y alternativo. Buen disparo, mi escribano de la buena música! Cuando vivía en Brasil casi no oyó la música Quaterna Requiem, que vende bien en Europa y Chile.

Mi abrazo, mi amigo Antonio Siqueira

Rodrigo Hernadez Cabañas

Magda Camila disse...

Que vídeo fantástico, meu querido! Esse blog conspira contra o meu sono.

Um beijo

magda

Celso Lins disse...

Olha o Rodigão aí!!!!!

Antonio Siqueira disse...

Pois é gente, o "Quaterna Réquiem" está mais vivo do que nunca e fará show, conscidentemente ou não, rs, aqui na Lona Cultural de Big Field. Tomei a liberdade de enviar um mail pro Claudio e ele, atenciosamente como sempre, me respondeu. Transcrevo aqui o conteúdo:
----------------------------------
"Amigo Antonio,
Obrigado pelas palavras, força e carinho. Graças a isso, a banda fez 20 anos este ano, e nos apresentamos bastante; não estamos parados, não.
Início de 2011, lançaremos novo trabalho e estamos encerrando 2010 com um show na Lona Cultural de Campo Grande juntamente com o Tempus Fugit (flyer em anexo).
Você agora faz parte de nossa mala direta, comunicaremos sempre que houver algum evento.
Mais uma vez, obrigado, nos vemos em breve!
Claudio / QR"
-----------------------------------
O recado está dado para os amantes do progressive rock e todas as suas vertentes. O Quaterna estará aqui pertinho de casa.

Dayana, se você vier mesmo para o Brasil e passar pelo Rio, poderá assistir a esta raridade!

Celso: é a Day sim...da Solaris, das noites de musica sem fim!

CAabañas: Había tardado en aparecer por aquí, muchacho. Cómo está Chile? Valdivia es como? Recibí tu correo electrónico y sus respuestas.

Magda: amiga...sempre bem vinda!

Estou tentando reciclar minha vida em terra, meus amigos. Fiquem à vontade; a casa é de vocês.

Antonio Siqueira

Dayana disse...

Como se diz aqui: "Ich hoffe, ich werde...não me espere, eu não demoro" meio contrasensioso, rs... Mas é uma piada germânica. Estarei aí sim, para matar as saudades e produzir muito. Estarei levando uma companhia que você irá adorar, meu amigo.

Anônimo disse...

Muito muito excelente o som desses caras!

Serginho Campo Grande

Daniela rocha disse...

=))

Anônimo disse...

Esse pessoal vem para a Lona Cultural, que barato!
Merece uma matéria especial, meu prezado escriba.

Claudio Cunha

Celso Lins disse...

Seja bem vinda, Dayana. Vi vc tocar umas duas vezes e me causou uma impressão muito boa, pois você é excelente.

Postar um comentário

Diga-me algo