segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Aos olhos do poeta...o olhar de Neruda, nesse quadro, é de saudade (e solidão)...acho que também sofro disso.

Saudade
pablo neruda

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.


1 comentários:

ivamar49 disse...

Eita, meu amigo, Antônio....essa pegou pesado....
Define exatamente o que sinto...
grande abraço e parabéns.

Postar um comentário

Diga-me algo